domingo, 11 de novembro de 2007

Mais Haiku de merda

A morte leva
Quem rema contra a maré.
Não vale a pena.








A morte leva
Quem rema com a maré.
Não vale a pena.

Estou a ruminar em demasia. Preciso de andar à porrada. É a resposta para todas as questões filosóficas.
"Porque não cometer suicídio?"
"Porque depois não podes andar à porrada."

3 comentários:

Sonat disse...

LOL

MRobalo disse...

posta meu anhoco de merda

Sonat disse...

Epa não há volta a dar-lhe, este post é genial...

Estou sempre a relê-lo porque sou parvo e venho visitar o blog a ver se já foi actualizado.

Começo agora a dar o devido valor ao Haiku, são impressionantes as verdades filosóficas profundas que se podem condensar num tão pequeno número de sílabas...

Mas mais brutal do que o Haiku em si, são estas tuas duas estrofes, que contêm toda a sabedoria que existe.

Não me posso ir embora sem colar aqui o emblemático Haiku de Jack/Tyler Durden:

worker bees can leave
even drones can fly away
the queen is their slave

Que também tá brutal; que também contém uma verdade tão grande que parece um paradoxo caber em tão poucas palavras; que sintetiza em larga medida a filosofia por trás do fight club, que também citas no fim deste post.

Não podia ser mais adequado postar isto.

...

His name is Robert Paulsen.

...

Bob. Bob had bitch tits.

...

Whoa! Now you're shooting a gun at your imaginary friend
near four hundred gallons of nitroglycerine.

...

Look at you, running around in your underwear... you
look like a crazy person.


..


xD